sexta-feira, 15 de julho de 2016

Zaha Hadid projeta hotel inspirado no formato de um jacinto no Catar

Construção, que também terá unidades residenciais, mescla elementos contemporâneos à arquitetura árabe

Luísa Cortés, do Portal PINIweb
13/Julho/2016

 
O escritório Zaha Hadid Architects anunciou o projeto de um edifício residencial e hotel de 38 andares, na cidade de Lusail, no Catar. O formato da construção é do jacinto do deserto, uma flor nativa da região do Golfo Pérsico.
O design de nove pontas com um pódio em sua base possui andares mais altos que geometrias fluidas entrelaçadas. “Frequentemente olhamos para sistemas naturais quando trabalhamos para criar ambientes, na sua incomparável lógica e coerência”, afirmou previamente a arquiteta.
A estrutura também contará com uma fachada ornamentada, semelhante à tela mashrabiya, elemento típico da arquitetura árabe. Ela garantirá, de acordo com os arquitetos, mais conforto térmico ao ambiente.
O design do edifício é composto de aspectos tradicionais da cultura árabe, como caligrafia contínua e padrões geométricos, que fluem pelos domos, telhados, paredes. O estudo de Zaha Hadid contempla características regionais por um ponto de vista contemporâneo.
Foi desenvolvido um entendimento histórico da arquitetura local em uma interpretação atual, envolvendo sua pesquisa em sistemas naturais de estrutura e organização, além de aplicar possibilidades alcançadas por avanços no design, construção e tecnologias materiais para soluções viáveis ao século XXI.
O trabalho reforça a ideia de forma e espaço em progressões espaciais fluidas, transformando noções do que pode ser alcançado no concreto, aço e vidro. O estabelecimento será construído em uma área de 70 mil metros quadrados e tem a sua conclusão prevista para 2020. Serão 120 apartamentos e 200 quartos de hotel.
O edifício foi encomendado pelo H.H. Sheik Mohammed Bin Khalifa Al Thani como parte da cidade de Lusail, planejada para ser referência em sustentabilidade e integração. A cidade de Lusail foi projetada com soluções sustentáveis à comunidade de 450 mil pessoas, entre moradores e visitantes. Ela tem 30 km de VLT, com conexão direta ao sistema de metrô de Doha.

Um comentário: