sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Como funciona o sistema de pedágio ponto a ponto?

Por Indústria Hoje em: 14, out, 2014

Como funciona o sistema de pedágio ponto a ponto no Brasil e como saber quanto você vai pagar em cada trecho

Você já sabe como funciona o sistema de pedágio ponto a ponto? Esse sistema está em funcionamento nas estradas do estado de São Paulo desde julho de 2014. O sistema eletrônico de arrecadação, também conhecido como Ponto a Ponto, foi inaugurado na rodovia Governador Adhemar Pereira de Barros (SP-340), que liga Campinas a outras cidades do interior paulista.
Esse sistema de pedágio está instalado em diferentes pórticos, distribuídos ao longo da rodovia, para a detecção dos veículos. Assim, quando o motorista chega a um dos pórticos com o sistema, as suas antenas leem os tags instalados dentro do carro. Dessa forma, é possível cobrar do motorista o valor do trecho percorrido, porém, para que se torne possível, ele deve aderir ao sistema.

Na hora em que o motorista chega ao pedágio, ele deve se dirigir à cabine de cobrança automática, para que a antena faça a leitura do sistema e libere automaticamente a cancela. Além de pagar apenas o trecho efetivamente percorrido na via, outra vantagem do sistema é a agilidade que dá ao trânsito, pois o carro não precisa parar no pedágio, apenas reduzir a velocidade.
Inicialmente, a Rodovia SP-340 ganhou apenas um pórtico, no km 147, incluindo também a pista de cobrança automática na praça de pedágio do km 123 em Jaguariúna.
Valores do pedágio ponto a ponto
O pedágio funciona em rádio frequência e os motoristas que aderirem a ele devem adquirir um tag com chip transmissor de ondas de rádio, que não precisa de bateria. Ao comprar o aparelho, o motorista precisa realizar a carga inicial em dinheiro, sendo o valor mínimo de R$ 20,00 para carros de passeio e R$ 40,00 para veículos comerciais.

A cada nova carga, também é cobrada uma taxa de R$ 1,00, independente do valor creditado no aparelho. Embora em um primeiro momento entrar no sistema seja opcional a ideia é que em pouco tempo todos façam uso dele, uma vez que a partir de 2014 os veículos fabricados no país, ainda na fábrica, terão o aparelho instalado.
Quem não quer perder tempo, pode aderir ao sistema se tornando um cliente da Auto Expresso. A partir de então basta solicitar a ativação do tag por meio da central de relacionamento pelo telefone 4003-0377 (capitais e região metropolitana) ou pelo número 0800 880 2010, para as demais localidades.
Outra vantagem é que os motoristas que entrarem para o sistema vão pagar o pedágio com descontos. Ou seja, quem tem carro de passeio, em vez de pagar a tarifa normal de R$ 9,50 na praça de pedágio do km 123, em Jaguariúna, por exemplo, vai desembolsar apenas R$ 4,75.
Com a entrada em operação do pórtico no km 147, em Santo Antônio de Posse, a cobrança teve o mesmo desconto, com valor de R$ 4,75. Já a Rodovia Zeferino Vaz (SP-332), na altura do km 119, no limite entre as cidades de Campinas e Paulínia, recebeu recentemente a cobrança de pedágio por trecho percorrido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário