terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Zaha Hadid projeta edifício na China com o átrio mais alto do mundo

Torcido, espaço percorre toda a extensão da construção e garante conforto térmico e iluminação ao ambiente

Publicado por: Luísa Cortés, do Portal PINIweb
20/Fevereiro/2017


Chegou ao vigésimo andar a construção do Leeza Soho, edifício de uso misto localizado em Pequim, na China, que tem o mais alto átrio do mundo. No total, o projeto de Zaha Hadid terá 46 pavimentos, com 207 metros, com funções residencial, comercial e de transporte. O edifício está conectado a Rodovia Financeira e a rede de ônibus e trem da cidade.
A torre consiste em um único volume, mas é dividida em duas metades, uma de cada lado do túnel. O átrio central tem 190 metros de altura e já é o mais alto do mundo. Ele estende-se por toda a altura do prédio, sendo o responsável por conectar as duas metades.
Além disso, ele vai exercendo um movimento de torção ao longo de seu comprimento, o que permite a entrada de luz natural e vistas privilegiadas da cidade. Os ângulos da parede de vidro também garantem melhor ventilação, criando um sistema eficiente de controle do ambiente em cada andar.
O átrio será um novo espaço público para a cidade, integrado a uma praça pública que circundará o edifício e chamará os visitantes para o interior. A torre produz sombra ao átrio, deixando um ambiente confortável às extremas condições climáticas da região.
A construção ainda conta com um eficiente sistema de gerenciamento de energia 3D BIM, com certificação LEED Ouro. Dentre outras medidas sustentáveis, o edifício disponibilizará aos usuários 2,6 mil espaços para bicicletas, com armários e chuveiros. Espaços para carregar automóveis elétricos/híbridos também estarão disponíveis.
São 30,6 mil m² de área construída, que devem ficar prontos até o final de 2018.

Nenhum comentário:

Postar um comentário