terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Invisibilidade temporal esconde mensagens em laser

Por Inovação Tecnológica

Com informações da New Scientist - 02/12/2014


A mensagem é escondida em "pulsos escuros", pontos onde as ondas dos dois lasers se anulam.[Imagem: Joseph Lukens et al./Nature]
Mensagens invisíveis
No ano passado, uma equipe da Universidade de Purdue, nos Estados Unidos, construiu um manto de invisibilidade temporal que poderia transferir dados totalmente ocultos a 1,5 gigabits por segundo, rápido o suficiente para tornar o mecanismo útil para a comunicação real.
Mas "prático" não era realmente o termo quando se tentava ler de volta a mensagem camuflada no tempo: ela ficava tão bem escondida que, em um ambiente real, era impraticável saber onde procurar para decifrá-la.
Agora esse problema foi resolvido.
"Com este novo dispositivo, não nos limitamos a pensar sobre camuflagens temporais como uma forma de evitar que alguém obtenha a informação, mas também como uma forma de permitir a comunicação," disse Joseph Lukens, um dos autores do trabalho. "Um cara não vê nada, o outro cara vê tudo."
Lukens e seus colegas criaram dois canais de comunicação usando lasers ajustados em duas frequências diferentes. Uma é uma frequência comum de comunicação, enquanto a outra é um canal camuflado no tempo que permanece oculto a menos que você saiba que ele está lá. Os fótons dos dois lasers viajam ao longo da mesma fibra, e o destinatário só precisa sintonizar o canal certo para revelar a informação secreta.
Manto da invisibilidade temporal
O manto da invisibilidade temporal esconde eventos em vez de objetos, como acontece nos experimentos com metamateriais.
Ou seja, em vez de fazer algo desaparecer à vista de todos, um manto temporal faz um evento desaparecer no tempo.
O mecanismo funciona através da manipulação da luz que viaja ao longo de uma fibra óptica.
Imagine uma fila de carros seguindo por uma avenida e diminuindo de velocidade de forma sincronizada para criar intervalos para que os pedestres possam atravessar com segurança. Logo após a faixa de pedestres, os carros voltam a acelerar e alcançam os veículos à frente. Vendo a fila novamente formada, ninguém poderá dizer que houve uma lacuna no fluxo - a presença dos pedestres foi camuflada, sumiu no tempo.
Da mesma forma, os caminhos dos fótons podem ser ajustados para criar breves intervalos em que a informação pode ser escondida com segurança.
Bibliografia:

Temporal cloaking for data suppression and retrieval
Joseph M. Lukens, Andrew J. Metcalf, Daniel E. Leaird, Andrew M. Weine
Optica
Vol.: 1, Issue 6, pp. 372-375
DOI: 10.1364/OPTICA.1.000372

Nenhum comentário:

Postar um comentário