quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Cartões de crédito ganham proteção quântica contra fraudes

Por Redação do Site Inovação Tecnológica - 17/12/2014

A técnica, chamada Autenticação Quântica Segura, pode confirmar a identidade de qualquer pessoa ou objeto - incluindo cartões de débito ou crédito. [Imagem: OSA/MESA Universidade Twente]
Autenticação Quântica Segura
A mecânica quântica é a mais nova ferramenta na luta contra a clonagem e a falsificação de cartões de crédito e débito.
Sebastianus Goorden e seus colegas da Universidade de Twente, na Holanda, usaram uma técnica de criptografia quântica para autenticar uma chave física que é virtualmente impossível de ser fraudada.
A técnica, chamada Autenticação Quântica Segura, pode confirmar a identidade de qualquer pessoa ou objeto - incluindo cartões de débito ou crédito - mesmo se uma informação essencial tiver sido roubada - o cartão inteiro, por exemplo.
Os chips dos chamados "cartões inteligentes" melhoraram muito a segurança, mas, independentemente da complexidade do código neles criptografado, ou das várias camadas de segurança utilizadas, um ladrão que leve o cartão poderá reproduzir essas informações ou emulá-las.
A nova técnica usa as propriedades quânticas da luz em um sistema de pergunta e resposta que não pode ser copiado. A base de tudo é a propriedade quântica que permite que os fótons estejam em múltiplos locais ao mesmo tempo.
Proteção contra clonagem de cartões
O processo funciona com a transmissão de um pequeno número de fótons (a pergunta) sobre uma área do cartão de crédito tratada com uma tinta especial de nanopartículas e, a seguir, do monitoramento do padrão gerado (a resposta) quando esses fótons incidem sobre a superfície. Como - no mundo quântico - um único fóton pode existir em vários locais, torna-se possível criar um padrão complexo com poucos fótons, ou mesmo com apenas um.
"A chave é autenticada iluminando-a com um pulso de luz que contenha menos fótons do que os graus de liberdade espaciais e verificando a forma espacial da luz refletida. Os princípios físico-quânticos proíbem um atacante de caracterizar completamente o pulso de luz incidente. Desta forma, ele não pode emular a chave reconstruindo digitalmente a resposta óptica esperada mesmo se todas as informações sobre a chave forem conhecidas publicamente," afirmam os pesquisadores.
Devido às propriedades quânticas da luz, qualquer tentativa de observar o procedimento gera uma decoerência, ou seja, a destruição da informação que está sendo trocada, impedindo a clonagem do cartão.
Segundo a equipe, isto é suficiente para que a Autenticação Quântica Segura seja inquebrável, independentemente de quaisquer desenvolvimentos futuros na tecnologia.
Bibliografia:

Quantum-secure authentication of a physical unclonable key
Sebastianus A. Goorden, Marcel Horstmann, Allard P. Mosk, Boris Skoric, Pepijn W. H. Pinkse
Optica
Vol.: 1, Issue 6, pp. 421-424
DOI: 10.1364/OPTICA.1.000421

Nenhum comentário:

Postar um comentário