sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

Boeing 737 Desgovernado é parado com Segurança por Concreto Celular

Postado em 20 de dezembro de 2011, por admin, ECOPORE, em Infra, segurança, marcado , , , 

Há uma simples razão pela qual este Boeing 737 não foi destruído esta semana no Aeroporto de Jiuzhai Huanglong, na China, em vez disso foi seu trem de pouso que destruiu a pista de concreto: não é nem uma pista, nem concreto. Ao menos, no sentido tradicional.
É uma tecnologia chamada EMAS – Engineered Materials Arresting System (Sistema de Frenagem com Materiais de Engenharia), e ele pode salvar sua vida um dia.
O Boeing 737 foi utilizado para testar a eficácia do material. Como você pode ver nas imagens, ele funcionou perfeitamente.

O que é isso?

EMAS é um sistema de pavimentação feito com “Concreto Celular Espumoso”, um “leito de blocos de cimento celular, envolvido por uma cobertura ecológica, que é colocado na extremidade de uma pista de pouso para desacelerar uma aeronave fora de controle que ultrapasse os limites da pista em caso de emergência.”

Como isso funciona?

Quando o avião ultrapassa o limite da pista, ele esmaga o Concreto Celular em um processo que para suavemente a aeronave sem causar danos catastróficos. Esta inovação pode realmente salvar o dia.

Quão importante é isso?

Durante os últimos 15 anos, houve mais de 30 acidentes por ano em pistas de pouso e decolagem envolvendo aviões comerciais. 25% (vinte cinco por cento) deles foram classificados como “acidentes graves”, envolvendo danos e ferimentos significativos ou mortes. E 10% (dez por cento) resultaram em mortes. Isso é mais do que mil mortos desde 1995.

Quais aeroportos têm EMAS?

Surpreendentemente, EMAS não é um sistema de segurança obrigatório nos EUA ou em qualquer lugar do mundo. Até o final de 2010, apenas 51 pistas em 35 aeroportos dos EUA haviam implementado este sistema em vez da obrigatória Área de Segurança da Pista (RSA – Runway Safety Area). A RSA é apenas um espaço livre que não é projetado para parar a aeronave e pode acabar em desastre.
Fora os EUA, apenas alguns aeroportos ao redor do mundo como Jiuzhai Huanglong na China ou Madrid-Barajas na Espanha, possuem EMAS.
Após tomar conhecimento sobre as estatísticas de acidentes aéreos com saída da pista, eu espero que isto se torne obrigatório em todos os principais aeroportos pelo mundo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário