terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

Como construir - Fundações em estaca raiz

Estacas de pequeno diâmetro moldadas in loco são versáteis e indicado quando a obra se defrontar com limitações de peso e porte dos equipamentos

Publicado por: Revista Téchne
Redação: Gisele Cichinelli
Edição 227 - Fevereiro/2016
  
Figura 1 – Perfuratriz executando estacas-raiz em terreno inclinado
Fotos: acervo do autor
Figura 2 – Estacas-raiz para obra de contenção de encostas
Sistema de fundação profunda, as estacas-raiz (figura 1) podem ser executadas em vários tipos de terreno, solo e rocha, ultrapassando matacões, pedras, alvenarias ou outros materiais resistentes com equipamentos considerados leves e versáteis. São executadas em pequenos diâmetros (entre 100 mm e 450 mm) e preenchidas com argamassa de cimento e areia, podendo receber armações de vários tipos. Sua perfuração é realizada por rotação ou rotopercussão em direção vertical ou inclinada, e podem ser executadas em ângulos diferentes da vertical.
A versatilidade do sistema alcança seu limite na capacidade criativa dos projetistas e executores, sendo particularmente indicado sempre que o projeto se defrontar com situações de limitações de peso e porte dos equipamentos, com construções vizinhas que não suportem os efeitos de vibração ou ruído de cravação de estacas, ou ainda quando o subsolo apresentar dificuldade de perfuração devido à sua constituição.
Normalmente são utilizadas em obras com limitação de espaço para grandes equipamentos, com subsolo constituído por materiais heterogêneos – solo e rocha – e terrenos com presença de materiais não ultrapassáveis pelos métodos convencionais de escavação e cravação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário